Em vez de fugir do medo, os especialistas sugerem exactamente o contrário. “Evitar não é uma boa estratégia”, explica David Spiegel, catedrático adjunto de psiquiatria e ciências do comportamento na Universidade Stanford.